A vidência, seja ela, onírica, visual, audível ou qualquer outro tipo, é por natureza um dom que nos é dado pelos deuses e espíritos do caminho quando começamo a nos relacionar com eles. O desejo deles é que sejamos completos, conscientes do círculo que vivemos. Ser como os Deuses significa vivenciar o mundo como os Deuses vivem, ou seja, estar completamente consciente do uso que fazemos do Poder de Criar e Destruir. 
A vida ou a existência, na perspectiva humana, é um círculo sem fim de experiências. Todas as coisas, o tempo todo, desde o círculos das estações, o círculo dos planetas e estrelas, o círculo do Sol e o da Lua, e até mesmo o círculo da vida humana, todos movem-se causando milhões de nascimentos e de mortes, recriando-se como  grande serpente que engole a própria cauda, gerando novamente milhões de questões, aventuras e descobrimentos… 

De tempos em tempos, de cultura em cultura, nascem pessoas que são capazes de experimentar a realidade de formas que os demais não conseguem, pois a maioria nunca terá a coragem de desbravar a própria alma e descobrir dentro dos cantos mais escuros e remotos as mais belas paisagens. Estes abençoados e amaldiçoados (pois muitos foram aqueles que morreram por conta de seus dons) foram capazes de fazer algo que é absolutamente diferente de nossa realidade ‘social’. Eles tiveram a oportunidade de experimentar a Verdade, nua e crua, em outras palavras, eles viram ‘Deus/Deusa’.

Minhas palavras não podem lhe ajudar a alcançar esta visão, mas elas podem mostrar um dos muitos caminhos. Você desde já deve saber que você veio até aqui através das cordas do Destino, e eu sei disso pois você como tantos outros busca alguma paz, iluminação ou Verdade. Não importa, o que me importa é que aqui tenho uma oportunidade de lhe dar alguma claridade sobre o que antes era somente sombras.
Não importa se você é novo ou velho, este estranho poder que é também um Dom, habita a imaginação de todas as pessoas, pois nossa imaginação é uma das Portas pelas quais alcançamos a Totalidade. Nesse sentido, a semente dos Deuses que existiam antes dos Deuses mortais pode ser acessada através da passagem da consciência comum para a consciência infinita, ou seja, através do Transe.
O transe é um processo espiritual que ocorre com todas as pessoas. Você já ficou por acaso olhando fixamente  para o vazio sem motivo? Pois bem, este é um estado de transe considerado consciente. Entrar em transe não é estar possuído, mas sim, estar mais próximo do véu que separa a consciência e o inconsciente. A possessão é somente uma das muitas formas de se utilizar o transe. Psicografias por exemplo, utilizam um transe espiritual de características leves.
Na Arte das Bruxas praticada por nossa Congregação Feiticeira, acreditamos que todos podem e são capazes de desenvolver suas respectivas vidências, porém cabe ressaltar que este é um processo que requer responsabilidade. Um bruxo com faculdades mediúnicas mal desenvolvidas pode colher muitos frutos podres em seus trabalhos, desde acontecimentos ruins até a perda de tudo o que se tem, por isso só realize este tipo de aprendizado com pessoas de confiança, ainda mais se houver o uso de ervas de poder (enteogenos – ervas capazes de alterar a consciência). Apesar de fazer uso destas em nosso meio, cabe ressaltar também que o uso delas é estritamente restrito e não deve jamais ser utilizado como ‘atalho’ para o que deve ser feito por sua própria conta.
Em breve, continua…

Mme. Leonora

Recommended Posts