A partir dessa semana começamos a trazer o Oráculo da Semana, uma leitura baseada em diferentes oráculos, aqui no blog do Empório das Bruxas. Algumas pessoas não me conhecem, então permita-me apresentar: meu nome é Michael Cavalcante (aka Michael Nefer) e estudo e pratico a Arte das Bruxas de forma solitária e particular há 18 anos. Desde novo sempre fui um amante da cartomancia e de oráculos, com os quais sempre busquei formas novas e tradicionais de se trabalhar.

Escolhi, para começarmos essa breve leitura, o oráculo do I-Ching, um milenar oráculo que sempre me ajudou a produzir mudanças e evoluções pessoais através da contemplação de suas histórias e simbologia. Sua origem é milenar e seu mais antigo livro foi feito em 6500 a.c – tendo sua origens nas práticas xamânicas da antiga China. Sem mais delongas, vamos à leitura.

K’an – Perigo

O ORÁCULO:
Abismo após abismo. Perigo!
Se houver sinceridade, o coração se manterá em paz.
Atividades assim conduzidas terão alto valor.

Neste hexagrama descobrimos o segredo para se navegar as águas da vida, águas essas que são ora calmas, ora turbulentas. Este é um convite para superar seus medos e se livrar dos obstáculos no seu caminho. Como um conselho o hexagrama diz: para superar seu medo você precisará enfrentá-lo repetidamente, somente isso nos permite sentir verdadeira liberdade, até mais do que se fossemos somente os vencedores.

“Se você caiu ontem, erga-se hoje.

“H.G. Wells”

Você precisa ganhar a habilidade de confrontar e conquistar tudo aquilo que apavora o seu coração. Mas, por favor, não seja ingênuo, você não precisa se colocar em perigo, mas você precisa aprender e conhecer aquilo que aterroriza seu coração. Cada situação é uma oportunidade de sermos precavidos, estratégicos, e então as situações que antes pareciam ser intransponíveis passam a ser fácilmente gerenciadas. Paramos de agir com medo falhar, paramos de resistir e passamos a tentar e tentar novamente, com vontade e com gozo. Estamos falando de se estar em paz consigo mesmo, com tudo e todos, de modo que nada pode parar você em sua jornada.

Se você buscar, encontrará muitas pessoas que dizem: comecei a viver depois que quase morri. Sim, algumas pessoas só se tornam realmente vivas depois de se encontrarem cara a cara com a morte.

Nunca sabemos o que temos até que perdemos.

Ditado Popular

Neste período, sentimentos irão subir pela goela e entalar na garganta, padrões em relacionamentos serão mais evidentes e sufocantes, ciclos que se repetem sem fim irão afligir corações. Dessa forma, a única saída é encarar nossos problemas, nossas obssessões, confrontar e resolver aquilo que nos incomoda e que atrapalha nossa experiência na Terra. Reconhecer que temos medo é o primeiro passo para pararmos de rolar e rolar até o fundo do poço. Se você está passando por uma situação de estresse, ansiedade, trauma e medo irracional, procure um psicólogo, se dê a chance de ver toda a coragem que você tem dentro de si.

Michael Cavalcante