A Lua Cheia de Julho na Bruxaria é a lua do começo e do fim. Ela ilumina os céus nas horas mais escuras e nubladas, até que nossas luzes interiores crescem e refletem a luz dela. Neste período você será responsável por si mesma e pelos outros, mantendo acessa a chama que emana do coração. Essa Lua lhe chama para criar seu próprio remédio, ela convida você a se manter aquecido pelas boas memórias, pelo reconhecimento de si mesmo e de suas conquistas, enquanto se protege e aos outros da frieza da humanidade. No inverno, as doenças se tornam mais frequentes, então escute seu próprio corpo. Sua busca pode resultar em cura, mas a estrada é complicada e requer que você supere até os mais difíceis momentos para se manter acima do problema e no caminho da solução. 

A Lua Negra (3 dias antes da lua nova) nos dá força, cura, equilíbrio, agindo como um axis mundi para nos elevar e proteger.  Ela nos ajuda a sermos centrados em meio a escuridão e dá aos bravos de coração a visão do que há além. Torne seu lar um local de regeneração, proteção, e cura para todos os seus amigos, parentes e aqueles outros que ama. O fogo é a chave durante essa lunação. Deixe-se ser guiado pela Lua em seus sonhos e verá sua sombra ser iluminada pelas coroa de prata da Lua. Recorde-se que quando era pequeno e tinha medo do escuro e não tema mais, pois a coroa da Lua ilumina seu caminho, deixe a chama da Lua consumir a noite. 

NA MAGIA POPULAR: Festas Juninas

Nesta época, são acesas durante as noites frias de inverno as chamas dos festejos de São João, santo que dá nome também a poderosa Erva de São João, uma erva usada pelas bruxas por seus poderes psicotrópicos; conta-se ainda com os padroeiros dos novos amores e das velhas dores, Santo Antônio e São Pedro, sendo esse último uma importante figura na bruxaria, com suas chaves para o céu e para o inferno, similar ao Hermes dos gregos. Presente nestes festejos temos também a fogueira, cognata do simbolismo do coração.

NA MAGIA PAGÃ: Yule e os Deuses do Inverno

A noite mais longa do ano é celebrada durente o solsticio de inverno. A escuridão, por uma única noite, se alonga mais que o dia, no dia seguinte, a luz volta a se expandir e as noites voltam a durar menos. Nessa época celebramos duas figuras femininas: a Mãe, pois é quando a Deusa dá luz ao Deus, que crescerá durante o ano; e a Anciã, que é o próprio espírito do inverno. Celebramos a escuridão, mas também celebramos o nascimento do Sol em meio a escuridão.

ERVAS TRADICIONAIS:

Erva de São João: foi amplamente usada pelas pessoas no passado por ser considerada levemente antidepressiva; protege dos espíritos do inverno e é um poderoso cicatrizante.

Sabugueiro: amplamente usada contra a gripe, manter um galho consigo garante boa sorte e boa saúde.

Coentro: é ligado ao amor, sendo muito utilizado no passado para a criação de poções de amor e para acalmar pessoas tomadas pela raiva de um amor não correspondido.

HÉCATE: DEUSA DAS BRUXAS

Hécate, conhecida deusa das Bruxas e das Encruzilhadas, junto a Hermes, o mensageiro divino, compartilham o cargo de Psicopompo a Guia da Alma por entre os Mundos, segundo Shani Oates, do Clan of Tubal Cain, “Tanto Hécate quanto Hermes compartilham o papel de “Condutor de Almas” e “Protetor das Encruzilhadas”, assim como dos caminhos secretos dos planos mentais e físicos. Hermes frequentemente se posta de pé ao lado de Hectarea, uma forma tríplice de Hécate, completa com suas três cabeças e seis braços. Acredita-se que sejam amantes ou companheiros, e eles são curandeiros, protetores da energia lunar e arautos da morte. Fazendo a ponte entre os mundos, eles revelam o passado, presente e futuro simultaneamente, conferindo visões proféticas e comunicação ancestral.

RITUAL DE CURA:

Acenda um pequeno fogo, pode ser numa bacia, uma fogueira mesmo, uma lareira, o que melhor convir para seu momento agora. Pegue um punhado de coentro e coloque no fogo, declarando o seguinte: 

AGLAIA – TRIODITE – TÁLIA – TRIMORFO
AGLAIA – TRIODITE – MENE – SELENE

Vós que por entre as graças caminha 
e por entre as estrelas voa… 
Senhora das terríveis tochas negras 
e da luz verdadeira…

AGLAIA – TRIODITE – TÁLIA – TRIMORFO
AGLAIA – TRIODITE – MENE – SELENE

Vós que balança o cabelo
feito de cobras assombrosas…
Aquela que caminha
com os animais selvagens …

AGLAIA – TRIODITE – TÁLIA – TRIMORFO
AGLAIA – TRIODITE – MENE – SELENE

Portadora de lagartos
e serpentes venenosas em sua cintura…
Senhora de muitos nomes e formas…
Hekate, Senhora da Encruzilhada,

AGLAIA – TRIODITE – TÁLIA – TRIMORFO
AGLAIA – TRIODITE – MENE – SELENE

Atenda o chamado na noite escura,
Senhora das Tochas, Ouça meu apelo. 

Escreva em um papel branco tudo o que quer pedir. Quando terminar, queime o papel e jogue mais uma vez no fogo um punhado do coentro, agradecendo ao espirito do coentro, ao espíritos do fogo e a deusa anciã das bruxas.

bruxaria em julho, magia de julho, lua de julho, julho na bruxaria, ritual de julho,